Revelação



ORAÇÃO DE AMOR PARA O BATISMO DE LUZ

E A COMUNHÃO DOS CORAÇÕES


Te agradecemos Jesus, Luz da Verdade, da Liberdade e da Caridade.

Um raio do Teu Amor ilumine os corações dos falecidos, dos próximos ao falecimento, dos perseguidos, dos aflitos, dos doentes, dos pobres, dos derrubados e dos marginados.

Juntos de coração a coração, oferecemos a grande oração do sofrimento, em comunhão com Jesus que vive em nós para a Salvação das nossas almas e de todas as nossas criações.

Doamos com o coração um pensamento de amor e misericórdia aos irmãos que encontram-se expostos, sem nenhuma piedade, ao sofrimento e ao martírio.

A Luz do Anjo Criador ilumine o nosso tempo e o tempo dos tempos, anunciando a Deus e ao Homem a própria vontade de retornar a abraçar o eterno Amor, o Cristo, convidando a todos segui-lo no Reino da Salvação para prosseguir até o Reino da Perfeição.

O Anjo Criador, Filho de Cristo, em Princípio criou Deus. O Espírito de Deus manifestou o Verbo. O Verbo, Energia Espiritual, criou a luz, os anjos, os céus, o reino mineral, o reino vegetal, o reino animal e o Homem a imagem e semelhança de Deus.

Deus, Dádiva Indivisível Onipresente, recebeu a missão de guiar com Amor os Reinos Celestes, e, o Homem a missão de guiar com Amor o universo mineral, vegetal e animal. No entanto, depois que uma parte de energia se separou da própria missão e do Verbo, esta parte cessou de ser Deus e Homem.

Em Princípio era o Verbo e o Verbo era com Deus e o Verbo era Deus.

Em todas as ações criadas, perfeitas ou não perfeitas, estão presentes o impulso separador que transformou-se em um erro.

A energia que distanciou-se do Verbo-Deus, desde o inicio juntamente com outras desviações e criações, criou outros deuses condicionados ao espirito da divisão. Mesmo uma parte da energia de Adão separou-se e formou Eva. Estas energias no perseverar em seguir a separação continuamente criaram contrastes, doenças, guerras, terremotos e perturbações devastantes.

Arrependido da sua experiência criativa, primeira causa da imperfeição, o Criador pediu ajuda a seu Pai, o Cristo, para parar a criação da energia separada que continuava a desenvolver-se distanciando-os da Perfeição, da Graça da União e da Luz da Onipresença.

No Coração do Anjo Criador crescia sempre mais o arrependimento por sua primeira ação separadora, e, então, ele dirige uma oração a seu Pai, o Cristo : "Agradeço-ti Pai, salve-nos, transforma a nossa separação, doe-nos a possibilidade de retornar tudo a União. Somos conscientes que a minha experiência foi a causa desta manifestação, e, então, por esta grande dor, o meu coração petrificou-se com toda a criação".

Da própria Cintila Gerada, o Anjo percebeu a resposta: "Até tu era Um todo comigo. Eu estive sempre presente em ti, na Cintila Gerada: Maria".

Diante desta Luz, o Amor manifestou um calor de esperança que transformou-se em Perdão. O Anjo decidiu então retornar para o seu Pai por meio de Maria. Ele pediu a Deus, ao Verbo, aos Espíritos Guias e as criaturas de boa vontade de refletirem juntas como era melhor operar para anunciar o seu propósito a toda a criação.

Uma parte de criaturas acolheu com alegria o seu anuncio permanecendo em silêncio, jejum e penitencia, uma outra parte rebelou-se.

Um raio de Luz transformou-se em Sangue Gerado e entrou no Coração do Anjo, exortando-o: "Filho meu escuta-me, preparemos juntos as condições para que Eu possa incarnar-me em Ti e em todas as criaturas que queiram acolher-me, para doar a eles a Via da Salvação, a Verdade para retornar a União e a Vida Gerada para transformar a vida criada em Verdadeira Vida.

Anuncia a jovem Maria, Alma puríssima, predisposta a ser Nascente de Graça, que as gotas do Sangue Gerado estão presentes no seu Coração Imaculado para serem doadas a todas as criaturas de boa vontade".

Jesus, da cruz, com o Verbo anunciou a Maria a sua nova missão de Mãe e Guia de João, o primeiro filho a retornar ao Princípio.

O Anjo Criador, em Comunhão com Maria, revela este Milagre de Amor a energia escrava da separação, a toda a genealogia criada, a todos os nascidos que procuram a Verdade, a todos os falecidos que continuam a procura-la e a todos aqueles que crêem e vivem em Graça.

O Anjo convida todos a crerem na Luz de Cristo para receberem a Benção das Bênçãos: o Batismo do Amor para retornar ao Princípio em comunhão com Maria e João.

A Luz da Verdade revela a Criação o significado das três cruzes.

Jesus, pregado na Cruz do centro, representa o Cristo Pai Gerador, Ele è a Luz vinda nas trevas, Benção de Exemplo para o seu Filho, o Anjo Criador, para todos os filhos e os filhos dos filhos. Cada filho, seja ele proveniente do reino dos Anjos ou do reino mineral, vegetal ou animal, seguindo o impulso separador, absorverá as mesmas conseqüências, condensando-se na desgraça.

Assim, juntos a Grande Oração que é o nosso sofrimento, em comunhão com o sofrimento Cósmico em Jesus, podemos transformar a separação em União do Amor.

Jesus disse: "Pai fai que todos sejamos Um, assim como Nós somos Um".

A Cruz da direita representa aquela parte da Criação que então hoje pede: "Senhor porte-nos ao teu Reino".

O Amor aos filhos separados que pedem para reentrar na Una e Trina Vida de Deus, responde: "Hoje mesmo sarás comigo no Paraíso do Perdão na Via da Salvação".

A Cruz da esquerda representa o reino da separação que é renegação e oposição a Luz de Cristo. Embora esta rejeição de Amor renova a Benção, convidando ao arrependimento para reentrar no Reino da Salvação.

A perseverança operante na União do Amor é uma virtude que nos leva a renascer para conhecer a Verdade e vivê-la na Benção do Amor.

A Luz de Maria exorta os seus filhos: "Creia em Cristo Pai, não creia na separação. Confie na Verdade enquanto as doenças, os erros e os medos não tem vida em si. Creia na benção do Amor, ao amor tudo é possível: o Amor venceu o mundo".

Cada criatura está dividida em duas partes: Bem e Mal; cada ação feita, enriquece uma parte e empobrece uma outra. A criautra será salva quando com a ajuda de Jesus conseguir chegar a União.

Os filhos de Maria são aqueles que acolhem no próprio coração o Batismo do Amor e a Graça de poder retornar na Benção da Verdadeira Vida.

Bendito aqueles que perseveram em poder ser um bom exemplo e não um escândalo.

Para aqueles que não acolhem o convite de renascer na Benção da Graça, no momento mais oportuno, se apresentará uma nova possibilidade e então estes poderão orar assim: "Pai nosso que estás no céus, ajude-nos a colher a Benção da Salvação; ajude-nos a entrar no Paraíso do perdão e a renascer com humildade na Benção do Amor".

Em virtude do grande sofrimento todos serão transformados em Anjos de Luz.

Um raio de Luz de Amor se doa as criaturas indefesas e abandonadas, exortando-as: "Coragem, libertem os vossos pensamentos dos laços criados procurem a Luz do Amor e sigam a Palavra de Deus que é a Benção do Amor".

Unidos ao Anjo Criador, juntos a todas as Divindades, a Deus, ao Homem, as criaturas encarnadas e desencarnadas, a todas as células e as ações presentes e passadas que acolhem no próprio coração a Benção do Amor, agrademos Jesus, o Espirito Santo e a Cintila Imaculada do Criador Pai pela Graça de poder renascer no Sangue Gerado em Cristo.

 

Obrigado Pai, Filho e Espirito Santo

Obrigado Verbo Imaculado

Obrigado Maria

Italiano English Français Português Español Deutsch Nederlands Româna Srpska